Histórico

brasao_alagoinhasbandeira_de_alagoinhas

A cidade de Alagoinhas teve seu primeiro povoamento nos fins do século XVIII, quando um padre português fundou uma capela no território e, daí, começou a prosperar uma vila. Em virtude da chegada de imigrantes e da passagem da estrada de Boiadas, acesso para o norte e para o sertão, foi nomeado por Ruy Barbosa de “Pórtico de Ouro do Sertão Baiano”. Recebeu diversas denominações como Freguesia da Água Fria, Freguesia de Santo Antônio das Lagoinhas e posteriormente Villa de Santo Antônio d’Alagoinhas, então desmembrada da Vila de Inhambupe, quando se tornou um município baiano, independente.

Em torno da Igreja de Santo Antônio foram construídas casas, formando uma povoação. Elevada à categoria de Vila pela Resolução Provincial 442 de 16/06/1852, sendo assim criado o município de Santo Antônio de Alagoinhas. A instalação oficial deu-se em 02/06/1853.

Segundo registros do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o distrito de Alagoinhas foi criado no dia 15 de outubro de 1816, pertencendo a Inhambupe até 16 de junho de 1852, quando se tornou sede Municipal. A emancipação política de Alagoinhas foi oficializada no dia 2 de julho de 1853, com a posse da primeira Câmara Municipal e do presidente do Conselho, o Coronel José Joaquim Leal.

O nome Alagoinhas originou-se dos rios (Sauípe, Catu, Subaúma, Quiricó), lagoas e córregos existentes na região. Uma das maiores riquezas é a excelência da qualidade da água, que faz parte do aquífero que vai de Dias D’Ávila até Tucano.

POÇO

O poço de petróleo MG-1-BA foi descoberto em 1964. Gás natural e petróleo começaram a compor, naquele momento, a vida econômica e social de Alagoinhas. Em 1967 já eram mais de 30 poços no Município. A descoberta trouxe a Petrobras para Alagoinhas e, com ela, a ampliação das oportunidades de trabalho e de investimentos.

A Ferrovia e o petróleo contribuíram para o desenvolvimento do comércio. A cidade se voltou para os serviços e virou polo para mais de 30 municípios vizinhos. A localidade cresceu de forma desordenada, sem que houvesse um planejamento que orientasse a infraestrutura e às necessidades da comunidade.

ESTRADA DE FERRO

Alagoinhas Nova e Velha, uma mesma cidade reorganizada, em 1868, por causa das atividades da Estrada de Ferro da Bahia ao São Francisco. A instalação da ferrovia promoveu um intenso fluxo de produtos e de pessoas, obrigando feirantes e população a mudarem para as proximidades da estação, em função do volume de atividades desenvolvidas no local. Os ferroviários, além de serem trabalhadores que aceleravam o transporte de pessoas e de produtos, também se constituíram em categoria organizada que lutou, em vários momentos, pela conquista e reconhecimento de direitos. A “Greve Ferroviária”, em 1909, com repercussão no Estado e liderada pelo cônego José Alfredo de Araújo, foi exemplo de mobilização vitoriosa da categoria.