Joaquim Neto lança pacote de obras de R$ 71,5 milhões para Alagoinhas


13 de abril de 2017, 07:00

“Para o ano de 2017, nós vamos ter R$ 71,5 milhões para investir na infraestrutura da nossa cidade. Estas obras serão com recursos federais (R$ 36,8 milhões), emendas parlamentares (R$ 6 milhões) e, principalmente, do que conseguimos economizar com recursos municipais (R$ 28,7 milhões), nós fizemos o dever de casa”. Foi essa a boa notícia do Pacote de Obras que o prefeito Joaquim Neto apresentou na noite desta quarta-feira (12) diante dos veículos de comunicação, empresários, lideranças políticas e sociais de Alagoinhas.

O evento foi transmitido ao vivo pela página da Prefeitura de Alagoinhas no Facebook (www.facebook.com/PrefeituradeAlagoinhas), onde pode ser assistido na íntegra.

As áreas prioritárias para a aplicação dos R$ 71,5 milhões que integram o pacote de obras são: pavimentação e recuperação de vias, saneamento básico, iluminação pública e mobilidade, educação, saúde e cultura, esporte e lazer.

Ainda na oportunidade, o secretário municipal de Assistência Social, Alfredo Menezes Filho, lançou, juntamente com o presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Vanderlon, a campanha Declare Seu Amor, que tem por objetivo estimular as empresas e pessoas físicas a destinarem parte do imposto de renda devido à Receita Federal para o Fundo Municipal da Infância e Adolescência (FMDC).

O secretário municipal de Planejamento, Tácio Lobo, por sua vez, apresentou o lançamento da modalidade de licitação por Pregão Eletrônico, juntamente com o vice-presidente da Fecomércio-Bahia e presidente do Sicomércio de Alagoinhas, Benedito Vieira, e o gerente do Banco do Brasil, Luiz Gonzaga Pereira. Na sequência, o prefeito Joaquim Neto assinou o decreto regulamentando a realização do Pregão Eletrônico na Prefeitura de Alagoinhas.

Joaquim Neto lembrou das dificuldades enfrentadas nos três primeiros meses da sua gestão, quando encontrou a Prefeitura com dividas de R$ 32,3 milhões herdadas da administração passada – sendo R$ 10 milhões de Despesas do Exercício Anterior (DEAs), R$ 4,6 milhões de INSS, R$ 8,3 milhões de restos a pagar e R$ 14 milhões do SAAE com energia, impostos e funcionários, além dos salários atrasados de dezembro dos servidores da saúde -, mas brincou que naquele momento acabava o “chororô”.

“Fui criticado por alguns que diziam: ‘o prefeito não aparece na Prefeitura durante a semana’. Houve, realmente, uma semana que passei de terça até sexta em Brasília percorrendo gabinetes parlamentares e ministérios, mas olha aí o resultado: R$ 36,8 milhões em obras. São recursos de PAC 1 e PAC 2 que estavam parados. Íamos ter que devolver esse dinheiro e ainda pagar uma multa por não utilizar esses recursos”, explicou Joaquim Neto.

O prefeito destacou que pelo menos 80% dos R$ 6 milhões obtidos por meio de emendas parlamentares foram destinados a Alagoinhas pelo deputado federal Paulo Azi, que não tem medido esforços para ajudar a cidade.

“O deputado Paulo Azi me levou para conversar com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, com o ministro do Planejamento Dyogo Oliveira e mais oito ministros. Não fui com a cuia na mão, mas conseguimos levar projetos para resolver diversos problemas”, comemorou o prefeito.

Fotos: Bigu/SECOM
Vídeo: Beto Santiago/SECOM

 

 

← voltar

 

Para queixas, sugestões e elogios, clique aqui.