“Eu e meu filho: um projeto de vida” é tema da Semana da Saúde Mental da SEMAS, que começou nesta segunda-feira (23)


23 de janeiro de 2023, 17:45

Foto: Roberto Fonseca

O tema da Saúde Mental ainda é um estigma na sociedade e para que esse assunto deixe de ser um tabu, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS) realizará, até o dia 27 de janeiro, a Semana da Saúde Mental na Infância: Brincando em Família, em alusão ao Janeiro Branco, com o tema “Eu e meu filho: um projeto de vida”. A ação, que começou nesta segunda (23) no CRAS de nova Brasília, conta com participação do Conselho Tutelar e acontece em todos CRAS do município.

A coordenadora de Proteção à Criança e ao Adolescente da SEMAS, Rita de Cassia Cerqueira, informou que a campanha de conscientização é direcionada aos pais, “para que possam prestar mais atenção nos seus filhos, a fim de observá-los melhor, e perceber se há alguma mudança de comportamento, se estão mais agressivos ou melancólicos, por exemplo”.

Romário de Santana, que é autônomo e mora na Baixa da Santinha, disse que seu filho sempre está presente nas atividades do CRAS, mas que, dessa vez, ele veio a fim aprender mais sobre o assunto da Saúde Mental. “Tudo tem que ter um diálogo. Às vezes alguma coisa precisa se encaixar e não sabemos o que. Aqui a gente consegue perceber o que falta e como é possível criar melhor os nossos filhos, para que sejam homens de bem”.

Foto: Roberto Fonseca

A palestrante e psicóloga Luana Alves ressaltou que, assim como nos preocupamos com a saúde dos demais órgãos do corpo, a mente também precisa ser cuidada, a fim de evitar transtornos mentais diversos. “A gente busca trazer essa valorização da saúde mental que, muitas vezes, deixamos em último plano. Quem cuida da mente, cuida da vida”.

“Eu sempre brinco que ir pro psicólogo não é coisa de doido, é pra não ficar doido, porque o copo ele vai enchendo e ele pode transbordar, é inevitável”. Luana ainda lembrou os casos de gravidez psicológica, em que a mulher pára de menstruar e a barriga chega a crescer. “Então, a nossa mente tem poder, ela tem uma força e a gente precisa usar pro nosso bem”, concluiu.

Vilma dos Santos, dona de casa, é mãe de dois meninos e não perdeu a oportunidade de aprender mais sobre a importância da Saúde Mental. Ela também disse que não perde uma atividade do CRAS. “Saio hoje daqui com mais informação para cuidar melhor dos meus filhos, de mim, e da minha família”.

Fotos: Roberto Fonseca

Confira a programação completa:

 

 

← voltar

 

Para queixas, sugestões e elogios, clique aqui.