No último dia de programação, 3° Fórum de Meio Ambiente e Sustentabilidade promove visitas técnicas e minicursos para participantes inscritos | Prefeitura de Alagoinhas

No último dia de programação, 3° Fórum de Meio Ambiente e Sustentabilidade promove visitas técnicas e minicursos para participantes inscritos


18 de setembro de 2019, 17:55

No 3° dia de programação, o Fórum de Meio Ambiente e Sustentabilidade, realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente (SEDEA), com apoio do COMDEMA, participantes inscritos contaram também com minicursos e visitas técnicas.

Pela manhã, foram realizadas visitas à Casa da Árvore, junto ao Núcleo Ecossocial da Bracell, responsável pela trilha ecológica, e à fábrica da Heineken. No circuito de palestras, quem abriu as atividades foi o administrador Rogério Alves, que suscitou reflexões sobre responsabilidade ambiental, discorreu sobre a viabilidade, na prática, do equilíbrio entre crescimento econômico e conservação dos recursos naturais e incitou ao debate com a pergunta “será possível repensar o conceito de negócio e estruturar uma nova forma de conceber o desenvolvimento?”.

Foto: Divulgação/SECOM

Além das discussões do campo teórico, o Fórum, este ano, contou também com a participação do grupo de moradores do Conjunto Urupiara, que ministrou um minicurso sobre a criação de joias sustentáveis, confeccionadas a partir de garrafas pet, embalagens de shampoo, latas e itens remanescentes de materiais recicláveis em geral.

Foto: Divulgação/SECOM

“A gente foi se desenvolvendo. Já tem mais de um ano que trabalhamos com isso. No total, 8 pessoas, moradoras do conjunto, participam atualmente. A gente faz com plástico e utilizamos também algumas pedrinhas, acrescentamos itens para dar um acabamento. E o plástico é bom porque é leve”, explicou a moradora do conjunto, Aline Reis, ao lado de Zoraide Nonato, durante a manhã desta quarta-feira, no Centro de Cultura, onde foram realizadas as atividades.

Foto: Divulgação/SECOM

Para a engenheira ambiental Laís Secundino de Souza, coordenadora da SEDEA, além de permitir a troca, o compartilhamento e o aprendizado, “criações como esta incentivam o consumo consciente, a produção artesanal e a valorização do produto local”.

Foto: Divulgação/SECOM

Também foram realizados, como parte da programação, minicursos de “fotografia ambiental” e “técnicas de recuperação de matas ciliares”.

Segundo o secretário municipal de desenvolvimento econômico e meio ambiente, José Edésio Cardoso, o Fórum sensibiliza a população para questões urgentes que devem ser discutidas amplamente. “As mudanças começam a partir de atitudes adotadas localmente. O intuito do Fórum é também permitir o intercâmbio de experiências e fazer, dos debates sobre preservação, conservação do meio ambiente e valorização dos patrimônios naturais, uma realidade no interior baiano”, afirmou gestor da pasta.

De acordo com a SEDEA, a intenção é que os temas e discussões propostos a partir do Fórum gerem encaminhamentos de ordem prática no âmbito municipal.

Foto: Divulgação/SECOM

 

 

← voltar

 

Para queixas, sugestões e elogios, clique aqui.