Prefeitura realiza projeto de educação ambiental na Escola Municipal Eraldo Tinoco de Melo | Prefeitura de Alagoinhas

Prefeitura realiza projeto de educação ambiental na Escola Municipal Eraldo Tinoco de Melo


5 de setembro de 2019, 19:27

“Meu nome é Dona Árvore e uma história eu vou contar. Prestem muita atenção, pois não vou me demorar”. Foi em tom lúdico de encenação para alunos do 1° ao 5° ano que a história narrada ganhou voz e virou conteúdo didático, aprendizado para nortear a prática, na Escola Municipal Eraldo Tinoco de Melo, em Alagoinhas.

A iniciativa, que mescla debates sobre a questão ambiental, atividades lúdicas, dinâmicas e metodologias, faz parte de um projeto da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (SEDEA), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEDUC), que tem como foco levar para a unidade de ensino provocações e proposições quanto à preservação, as mudanças climáticas, a conservação dos recursos naturais e a responsabilidade ambiental.

Foto: Divulgação/SEDEA

“O Floresta Escola é um dos projetos que compõe o programa Alagoinhas 3+, desenvolvido pela SEDEA, e tem como meta criar um ambiente escolar propício às práticas da educação ambiental. O intuito é despertar nos estudantes o interesse pelo tema, mas também incentivá-los a adotar comportamentos profícuos sob a ótica do desenvolvimento sustentável. A escola é, de longe, o lugar mais adequado para essas práticas, porque nesses espaços conseguimos formar multiplicadores”, pontuou o secretário municipal de desenvolvimento econômico e meio ambiente, José Edésio Cardoso.

O projeto, que faz alusão à criação de uma “floresta dentro da escola”, chama a atenção dos alunos para a importância das espécies nativas, do plantio, da conservação dos recursos naturais e da conexão entre os elementos em um habitat.

“Estamos vivendo um novo tempo na cidade de Alagoinhas, principalmente no que se refere à educação. Tenho recebido, na escola, várias secretarias buscando esse trabalho junto à educação e isso é muito importante. Estou há 30 anos na Educação em Alagoinhas e não vi isso antes. A questão do meio ambiente é importantíssima. Quando se traz um projeto para dentro da escola onde as crianças participam efetivamente, isso cria uma identidade não apenas com a escola, mas com a questão da preservação do meio ambiente. A ideia é que eles multipliquem isso junto à comunidade, junto às famílias, nos bairros, onde eles estiverem. As turmas estão empolgadíssimas e a minha vontade é que a iniciativa reacenda, nas crianças e na comunidade, essa relação de pertencimento, de identificação, de envolvimento nas ações dentro da escola”, salientou a diretora da escola Municipal Eraldo Tinoco de Melo, sobre as atividades desenvolvidas.

Foto: Roberto Fonseca

Os pais dos alunos também foram convidados para a ação realizada na última quarta-feira (4) e contribuíram com o debate sobre a questão ambiental.

Mãe de Viviane, de 6 anos de idade, Carla Silva Matos avaliou positivamente a ação. “Muito legal. Acho que é importante. A diretora Railda me colocou no grupo e vim para incentivar também”, comentou.

Para a coordenadora da Secretaria Municipal de Educação, Luma Menezes, que também participa do projeto,as discussões que o “Floresta Escola” propõe são fundamentais não apenas porque suscitam debates urgentes sobre o meio ambiente, mas também porque incitam à troca, à interação, ao diálogo e ao compartilhamento enquanto parte essencial do processo de aprendizagem. “A educação ambiental é um tema que deve fazer parte da formação das nossas crianças e a parceria entre secretarias, através do governo, possibilita que isso aconteça”, afirmou.

Foto: Roberto Fonseca

A formação não contempla apenas os alunos. Antes das atividades se tornarem prática efetiva, história contada e desenho, escopo para práticas conscientes, entre os estudantes, docentes da escola participaram, no início da semana, de um momento de debates, direcionamentos e reflexões sobre educação ambiental.

A ecóloga Arivânia Santos, da SEDEA, que conduziu as atividades junto aos alunos, ressaltou que, tanto para os profissionais das secretarias envolvidas, quanto para os educadores, que abraçaram a proposta, a tríade “receptividade, entusiasmo e vontade de fazer com que o projeto seja de fato uma ferramenta renovadora na educação” é um dos pontos-chave para o sucesso da iniciativa.

Foto: Roberto Fonseca

Na Escola Municipal Eraldo Tinoco, onde Arivânia Santos dialogou com os estudantes, a árvore que falava com ela conversou com eles também. E o segredo que compartilhou, em tom de narrativa, virou princípio para a ação de pequenos “soldados da natureza”.

De acordo com a SEDEA, as ações do projeto serão continuadas e novas etapas serão realizadas junto aos estudantes.

Foto: Roberto Fonseca

Foto: Roberto Fonseca

 

 

← voltar

 

Para queixas, sugestões e elogios, clique aqui.